A flor do lado de lá - Roger Mello


Edição de 1999
Global Editora


Tem gente que já conhece o animal que aí está, na capa, mas tem gente que ainda não — por isso, me isento de contar o que é. De fato, o divertimento deste livro é descobrir a Sua identidade, caro leitor! Pois Roger Mello criou um personagem ambivalente, com traços e cores de cartum, exagerando algumas características, deixando encobertas outras, que, às vezes, torna-se quase impossível descobrir onde estão os olhos ou as orelhas. Dá para ver que tem pêlos ou patas com grandes unhas? Pode ser um mamífero, então? Que seja... Na hora de colocá-lo “em ação”, o autor vai deixando mais evidente como são suas patas ou onde está a boca.
Na seqüência das páginas, a influência do desenho animado é uma marca muito forte; e a imagem consegue congelar as posições mais engraçadas e mais escancaradas do estranho animal. Seu humor também oscila de alto e baixo, entre o estado mais alegre, espantado, esperançoso, derrotado e, novamente, entusiasmado, surpreso, sonhador e verdadeiramente sem forças... Por duas vezes, o pequeno personagem parece perceber a presença do leitor — no início, com ares de irrevogável tédio, como quem pergunta: “O que é que ‘tá’ olhando, nunca viu?” e já no fim de sua desventurada história, como que pego no meio do movimento, de repente, virado numa estátua, mas aí já são muitas possibilidades de interpretação: Gulp! Hein? Que foi?
Os enquadramentos da página não estão fixos. A cada nova cena, o olho-câmera de Roger se aproxima e afasta-se do personagem, ao mesmo tempo em que vai cruzando três pontos de vista: (1) um plano que permite ver tanto o animal, quanto a flor de pétalas vermelhas e brancas; (2) um plano em perspectiva, quando o expectador vê somente o cálice verde da planta e a borda da ilha do pequeno mamífero pouco mais distante; e (3) um contra-plano que inverte este último. Como o personagem, não pára quieto, estica para cá, pula, deita e rola no chão, talvez seja mais fácil detectar as três relações espaciais pela presença da água que encobre a base de ambas as ilhotas, apenas de uma ou de outra.
Todas as páginas sempre trazem uma surpresa, mas surpresa maior acontece quando o campo de visão é aberto para o leitor e somente o leitor compreende a situação tragicômica em que o pobre animal se meteu... Mas (como sempre), isso não é tudo.
Fonte: http://www.dobrasdaleitura.com/vitrine/2008/04rm.html

Confira:
Site da editora:
http://www.globaleditora.com.br/Loader.aspx?ucontrol=bWVudUhvbWUsZmljaGFsaXZybw==&livroID=3881

Livro em formato digital disponível em:
http://sosprofessor-atividades.blogspot.com.br/2012/03/flor-do-lado-de-la-roger-mello.html
  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

5 Response to "A flor do lado de lá - Roger Mello"

  1. Anônimo Says:
    11 de setembro de 2010 10:58

    A primeira vez que ouvi esta história achei o máximo...
    Ela retrata, sem dúvida o que somos em muitas situações cotidianas.
    Abraços, Débora

  2. Gabriela de Amorim says:
    11 de setembro de 2010 12:14

    Olá Débora!
    Que bom receber sua visita e melhor ainda seu comentário!

    Seja bem vinda ao blog e fique à vontade para navegar em outros posts e deixar seus comentários!

    Um ótimo final de semana para você!
    Beijos!

  3. Anônimo Says:
    3 de setembro de 2012 22:37

    Tentei baixar o livro e não consegui, o que é skydrive? Por que não avisam que é necessário logar em algum tipo de site? É impressionante que a internet está virando uma enganação, a gente perde tempo procurando e não consegue nada, tudo falso, tudo feito para prender a nossa atenção até descobrirmos a fraudde. Nunca mais volto aqui e não recomendo a ninguém, vão pro inferno!

  4. Gabriela de Amorim says:
    16 de setembro de 2012 20:47

    Olá anônimo (03 setembro)!
    Muito bom saber que recebemos sua visita.
    Como foi informado por você que o link do skidrive (servidor do hotmail) não estava acessível, apenas com a senha, verificamos e percebemos que o material foi retirado do ar, possivelmente devido aos direitos autorais. Como não hospedamos nada, não somos responsáveis por essas mudanças, afinal, nossa ideia é facilitar a busca e não dificultá-la.
    Graças ao seu comentário, foi possível modificarmos o link que ali se encontrava, remetendo-o para um blog que tem as imagens da obra em questão.
    Desde já, agradecemos a visita.

  5. Jéssica says:
    8 de abril de 2013 16:52

    Gaby!!! Parabéns Pelo Blog maravilhoso!
    Olha, este livro é realmente muito bom, desde que o conhecemos pela primeira vez me apaixonei e agora vou compartilhá-lo com meus pequenos..
    como é bom poder encontrar tanto conteúdo aqui no seu blog, pesquisar em referências conhecidas! Parabéns!

Postar um comentário

Seja bem vindo!
Sempre que acessar o blog, deixe seu recado!
Ele é muito importante e também motiva nosso trabalho!
Obrigada pela visita!